Ciclo pela Floresta Autóctone:

A Importância da Floresta Autóctone

Sábado 7 de julho - 18:00

Cidade Mais - Jardins do Palácio de Cristal, Porto

A Aliança pela Floresta Autóctone convida a participar na Conversa do Cidade Mais, que terá lugar no Evento Cidade Mais, nos Jardins do Palácio de Cristal, Porto
A conversa tem como facilitadores Miguel Dantas da Gama e Jorge Moreira da Aliança pela Floresta Autóctone
A entrada é gratuita.

Mais Info: Cidade Mais

________________________________________________________

SEGUNDO DEBATE sábado 5 de maio, 15h15 no Anfiteatro do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, com a Professora Helena Freitas


A Aliança pela Floresta Autóctone convida a participar no segundo debate do seu Ciclo pela Floresta Autóctone, que vai decorrer no sábado 5 de maio, às 15:15, no edifício do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro (anfiteatro).

O tema «Floresta Autóctone» será apresentado pela Professora Dra Helena Freitas, bióloga, a que se seguirá o debate com o público. O encerramento está previsto para cerca das 17:30.


A entrada é gratuita mas de inscrição obrigatória, até 2 de maio, para:
florestautoctone@gmail.com

Serão aceites donativos facultativos, de montante fixado pelo próprio, a entregar no local,destinados a despesas com a organização do Ciclo referido acima.
Aliança pela Floresta Autóctone https://florestautoctone.webnode.pt

_____________________________________________________

Apresentação de:
HELENA FREITAS
Bióloga, Professora e Investigadora
da Universidade de Coimbra

Helena Freitas, Professora e Investigadora da Universidade de Coimbra, doutorou-se em Ecologia pela Universidade de Coimbra em 1993 e realizou um pós-doutoramento na Universidade de Stanford, EUA, em 1994/95. É Professora Catedrática do Departamento de Ciências da Vida (DCV) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, cujo Conselho Científico integra.

Coordena nessa Universidade a Unidade de Investigação e Desenvolvimento «Centre for Functional Ecology - Science for People and the Planet» [Centro de Ecologia Funcional], uma unidade de investigação interdisciplinar no âmbito das Ciências Biológicas, e a Cátedra Unesco em Biodiversidade e Conservação para o Desenvolvimento Sustentável, centrando as suas áreas de interesse no estudo do funcionamento dos ecossistemas mediterrânicos, biodiversidade, interações bióticas, ambiente e conservação da natureza.

Foi Diretora do Jardim Botânico de 2004 a 2012, tendo coordenado o atual programa de reabilitação, quase concluído. Membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra, eVice-reitora da mesma universidade de 2011 a 2015.

Em termos de intervenção cívica, presidiu à Liga para a Protecção da Natureza entre 1999 e 2002, foi a primeira Provedora do Ambiente e Qualidade de Vida de Coimbra (2002-2005), Presidente da Sociedade Portuguesa de Ecologia e Vice-Presidente da Federação Europeia de Ecologia. Mais recentemente, foi por algum tempo coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior criada em 2015 pelo XXI Governo Constitucional.​

PRIMEIRO DEBATE sábado 17 de março - 14:45 Biblioteca Pública Municipal do Porto, com Prof. Jorge Paiva


A Aliança pela Floresta Autóctone convida a participar no primeiro debate do seu Ciclo pela Floresta Autóctone, que vai decorrer no sábado 17 de março, às 14:45, na Biblioteca Pública Municipal do Porto (ao Jardim de São Lázaro, entrada pela Rua Morgado de Mateus). O tema «Floresta Autóctone» será apresentado pelo Professor Jorge Paiva, biólogo, botânico, ecólogo e ecologista, a que se seguirá o debate com o público. O encerramento está previsto para as 17:55.

A entrada é gratuita mas de inscrição obrigatória, até 15 de março, para: florestautoctone@gmail.com

Serão aceites donativos facultativos, de montante fixado pelo próprio, a entregar no local, destinados a despesas com a organização do Ciclo referido acima.

Jorge Américo Rodrigues de Paiva nasceu em Cambondo (Angola), a 17 de Setembro de 1933. Licenciou-se em Ciências Biológicas pela Universidade de Coimbra e doutorou-se em Biologia pelo Departamento de Recursos Naturais e Medio Ambiente da Universidade de Vigo (Espanha). Como investigador e professor: atualmente aposentado (mas continuando benevolamente a sua obra de investigador junto do Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra), foi investigador principal no Departamento de Botânica da Universidade de Coimbra, onde lecionou algumas disciplinas, tendo também lecionado, como professor convidado, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, nos Departamentos de Biologia das Universidades de Aveiro e da Madeira, na licenciatura de Arquitetura Paisagista da Universidade Vasco da Gama de Coimbra, no Departamento de Engenharia do Ambiente do Instituto Superior de Tecnologia de Viseu e no Departamento de Recursos Naturais e Medio Ambiente da Universidade de Vigo (Espanha). Como bolseiro do Instituto Nacional de Investigação Científica (INIC) trabalhou durante três anos em Londres nos Jardins de Kew e na Secção de História Natural do Museu Britânico. Como fitotaxonomista tem percorrido a Europa, particularmente a Península Ibérica, Ilhas Macaronésicas, África, América do Sul e Ásia, tendo também visitado a Austrália.
Pode ainda encontrar informações sobre a sua obra como Autor, como Palinologista e como Ambientalista no seguinte endereço: www.campoaberto.pt/?p=1711374