Aliança pela Floresta Autóctone
ALLIANCE for THE NATIVE FOREST

Sessão Virtual II

Ligue-se e venha conversar connosco, em mais uma apresentação/debate virtual sobre a promoção da floresta autóctone!

QUARTA, 16 DE DEZEMBRO, às 18:00 Sessão virtual

Através do JITSI. Sem necessidade de nenhuma instalação prévia. É só entrar neste link: https://meet.jit.si/aliancafloresta e seguir as instruções. 


(Nota: para telemóveis pode ser aconselhável descarregar a aplicação; em caso de dificuldade mesmo em computador, tentar outro navegador, por exemplo Chrome, geralmente com bons resultados.)
O JITSI é uma aplicação de utilização gratuita sem limite de tempo nem de participantes.

Organização da sessão: Aliança pela Floresta Autóctone

Objetivo: partilhar experiências de introdução de floresta autóctone e impulsionar outras iniciativas similares.


Com a presença de:  Doutora Milene Matos, do programa de sensibilização ambiental BioLousada, do município de Lousada, e do Eng. Jorge Amorim, da Associação Matéria Prima, que atua na Serra da Freita e para a reabilitação desta.

Ambos partilharão connosco as suas experiências de conservação e instalação de espécies vegetais autóctones. 


TEMAS E MINUTAGEM
18:00 Abertura - coordenadores da Aliança pela Floresta Autóctone

18:15 Milene Matos - BioLousada

18:35 Jorge Amorim - Associação Matéria Prima 

18.55 Debate, Debate sobre as experiências referidas; troca de ideias sobre o impulso à progressão da floresta autóctone.

19.30 Encerramento


OS ORADORES CONVIDADOS

Milene Matos é licenciada em Biologia pela Universidade de Aveiro em 2005 e aí doutorada em 2011, e com pós-doutoramento em 2017 em promoção e administração de ciência e tecnologia. Atualmente coordenadora do Setor de Conservação da Natureza e Educação Ambiental no Município de Lousada.


Jorge Amorim é engenheiro. Tem exercido, em Arouca e na região, vasta ação nos domínios da cultura e do ambiente, em especial na Matéria Prima - Associação para a Reabilitação da Serra da Freita, e que pretende devolver a essa região uma floresta com fauna e flora diversificadas, desenvolvendo ecossistemas equilibrados e promovendo o envolvimento do maior número possível de cidadãos.


No debate após as apresentações, procuraremos ver que ensinamentos podemos retirar destas duas experiências e refletir sobre o papel da Aliança pela Floresta Autóctone e dos seus subscritores e amigos na criação, expansão e aprofundamento de experiências semelhantes.

ORGANIZAÇÃO


Aliança pela Floresta Autóctone https://florestautoctone.webnode.pt


A Aliança pela Floresta Autóctone constituiu-se em setembro de 2017 com a divulgação de um Apelo a uma Aliança pela Floresta Autóctone que rapidamente atingiu 1000 subscritores e tem hoje cerca de 1300. O seu mote, Recusar a passividade perante os fogos no território, desenvolve-se em 7 pontos que são uma defesa da floresta autóctone e um incentivo à intervenção cívica em favor desta, incluindo no plano concelhio em todo o país. Veja na ligação acima onde pode também assinar o Apelo caso ainda o não tenha feito.


A Aliança é um movimento informal coordenado por uma pequena equipa de voluntários que procura suscitar o surgimento de grupos locais pondo em contacto os subscritores e outros interessados de um ou vários concelhos próximos. Para tal é preciso que estes autorizem a equipa coordenadora a partilhar o email de cada um com os subscritores da vizinhança, o que é imposto pela legislação de proteção de dados pessoais.

 
Para contactar a Aliança, incluindo para dar a referida autorização: florestautoctone@gmail.com

For English click here 


Perante os incêndios do verão de 2016, muitos cidadãos sentiram que não podiam mais limitar-se a assistir todos os anos ao descalabro do nosso território. Alguns deles preparavam desde há meses uma intervenção cívica sobre o tema, quando a tragédia de Pedrógão Grande (17 de junho de 2017) colocou a premência num patamar ainda mais irrecusável. Decidiram por isso lançar um apelo público, que partilham aqui consigo.

Leia o texto do Apelo e, se sentir como nós, subscreva-o e divulgue-o em seu redor.