Freguesia de Valongo muda de paradigma

28-11-2017

Ao fim de 30 anos, terminado o contrato de concessão à empresa Navigator (ex-Portucel) de 30 hectares de terreno na Serra de Santa Justa, a Junta de Freguesia de Valongo muda de paradigma. Em vez de eucaliptos, serão agora plantadas espécies nativas no âmbito do Futuro - projeto das 100 mil árvores na Área Metropolitana do Porto. O presidente da Junta, Ivo Neves, decidiu não renovar a concessão por entender a urgência de «mostrar que as políticas ambientais são importantes». «A Junta de Freguesia abdicou de um contrato que rendia seis mil euros por ano para mostrar que há uma alternativa viável ao eucalipto. Nem sempre o dinheiro é o que conta e, neste caso, consideramos que é fundamental ter uma floresta diversificada», acrescentou. Jornal de Notícias, 14 de outubro de 2017